sábado, 11 de fevereiro de 2012

O desejo de escrever!

Eu queria muito escrever, só não sabia bem por onde começar ai veio a onda dos blogs, foi quando este blog começou. Ai eu comecei esboçar sentimentos,juntar uma forma, que misturava autoajuda com poesia, enfim eu só queria escrever. Colocar no papel e organizar meus pensamentos, era a forma que eu tinha de conseguir enxergar melhor o que eu mesma queria. Eu na verdade queria mudar as minhas atitudes que acabei entendendo que são necessárias para se viver a vida simplesmente como ela se apresenta, por isso o nome do meu blog. Escrever era uma coisa natural e que acontecia automaticamente.
Tudo passou rápido neste percurso, mas muitas coisas mudaram. Percebi a velocidade como muda a vida da gente. Nesse tempo, vivi muita coisas. Coisas boas outras ruins. E muitas delas compartilhei com todos vocês que me acompanham aqui no blog.
Fiquei por motivo de doença meses sem escrever nada, mas sempre vinha na mente a vontade de recomeçar e colocar para fora algo que borbulha em minha mente com o mais puro dos meus sentimentos.
Eu já disse várias vezes que escrever é a única forma que encontro de dizer verdadeiramente o que sinto, embora eu não tenha a pretensão de ser escritora.
As vezes fico inibida diante de belos textos de outras amigas, vejo que os meus são tão simples, mas eu busco a verdade, a autenticidade de tudo que me rodeia. Não sei florear quando o jardim não tem flores, mas tenho sensibilidade de perceber quando precisa dizer à alguém especial que a história não acabou.
A vida é assim, cada um é cada um e tem suas manifestações seja de que forma for. No meu caso é escrevendo para mim mesma, embora alguns amigos estão sempre me prestigiando com seus comentários.
Obrigada a cada uma de vocês pela a paciência de ler minhas escritas. Prometo na próxima trazer um texto reflexivo.