sábado, 8 de maio de 2010

A história de uma mãe

Era domingo à tarde em um passeio no parque e fiquei olhando para tantas crianças que se balançavam naqueles balanços que todos conhecem e até temos vontade de fazer o mesmo. Presenciei então uma cena que nunca mais saiu da minha mente.
Ali no meio de tantas pessoas surgiu uma mãe correndo para um lado e para o outro e gritou!
- Cadê ele? Estava aqui agora mesmo...
Foi então que me aproximei e perguntei o que estava acontecendo? No entanto aquela mãe não me ouvia só chorava e gritava. Eu não conseguia identificar qual tipo de reação ela estava tendo, mas entendi era uma "MÃE" desesperada porque seu filho, em um passo de mágica, havia sumido.

Após alguns segundos, ela levantou seus olhos e viu no meu de tantas crianças surgir o seu filho. Foi aí que ela passou a gritar ainda mais. Ela só conseguiu falar soluçando.
- Meu filho, meu filho!!!

Ela nem perguntava onde ele tinha ido e o que tinha acontecido.
Foi aí que entendi naquele momento que mãe é a expressão de tudo. Ficou marcada no meu pensamento a imagem dessa mulher com os olhos esbugalhados clamando pelo seu filho.
Estou contando essa história, porque ontem no GLOBO REPÓRTER vi mães fazendo algumas coisas que aos olhos de muitas mães seria impossível, mas em prol dos seus filhos foram capazes de loucuras.
Mãe é a palavra que expressa o amor de Deus.
Devemos amar nossas mães e respeitá-las. Agradá-las e sermos generosas, pois elas são mais que isso! São mães que nos colocaram no mundo e sempre estarão junto de nós.
Poderia estar escrevendo aqui um texto diferente, mas preferi relatar essa fato que expressa o que é ser mãe.

Mãe amor!
Mãe sofredora!
Mãe generosa!
Mãe amiga!
Simplesmente mãe!

Lucimar