sábado, 10 de outubro de 2009

Apenas um momento

Sabe aquele dia que você não quer levantar e não quer absolutamente nada, hoje foi assim. Fiquei na cama esperando a chuva cair.
O cachorro latia sem parar, mas mesmo assim eu tentava dormir, os meus olhos não queriam abrir e eu só queria escutar a chuva cair.
Ao levantar fui logo ligando o computador, queria escreve algo que pudesse descrever exatamente como me sinto e ainda puder dizer que o que vale mesmo nesta vida não é ganhar dinheiro, ter prestígio, é antes de tudo acordar e ter certeza do seu papel cumprido.
Estou sozinha, o silêncio aqui da minha casa eu gosto muito, mas às vezes fica dentro de mim como se fosse parte de mim. Eu até fico esperando o cachorro latir para sentir que não estou tão sozinha.
Estranho está escrevendo estas coisas tão intimas que antes só pertenciam a mim, agora coloco aqui no blog, parece que estou doando minha paz.
Gosto da solidão, gosto deste encontro entre mim o silêncio.
Agora estou aqui falando todas estas coisas que são tão simples, mas ao mesmo tempo são tão importantes, pois pertencem a uma momento de uma pessoa que deseja que cada um viva os seus dias de forma intensa seja como for.