terça-feira, 13 de outubro de 2009

As coisas que ficam para tras

Tenho notado que as pessoas têm falado mais das suas vidas, dos seus problemas e até tem orgulho de contar as suas histórias. O grande barato da vida é olhar para trás e não sentir que a vida passou.
O que você precisa é viver cada momento como se a receita da felicidade fosse o aqui e agora!
Claro que a vida prega peça.
É lógica que a vida não é uma festa, as coisas acontecem, o pneu fura, chove demais, é o projeto que não deu certo, enfim muitas coisas podem dar errada, mas pensa só: se na vida fosse só gargalhar, ai sim não teria graça. São as conquistas que nos fazem gargalhar depois.
Tem sentido ficar irritado durante o dia todo por causa de coisas banais, porque ficou preso no engarrafamento, o almoço no restaurante não estava do seu agrado, a reunião com o chefe que se prolongou mais do que devia. Agora depois de tantos desencontros você tem motivo de sobra para correr atrás e avançar em rumo à conquista que deseja e se por acaso hoje não foi um bom dia amanhã será.
Às vezes se espera demais das pessoas. Esperamos demais de nós mesmo. Isso é normal.
As mudanças acontecem, mas o homem continua cheio de imperfeições, a natureza tem sua personalidade que nem sempre é a que a gente deseja, mas e daí? Fazer o quê?
Tudo isso faz parte da vida.
Se permite olhar o outro e o mundo com generosidade, as coisas ficam diferentes. Somos fracos, imperfeitos, mas podemos melhorar.
Somos egoístas, mas podemos entender o outro.
Devemos fazer o bem, sem olhar a quem.
Seja você alguém que busca todos os dias melhorar, um desbravador das dificuldades.