quarta-feira, 17 de junho de 2009

Sonhar

A menina que só sonhava!
A menina cresceu e foi dando formas de pensar em sua mente.
Sua mente começou a borbulhar, imaginando-se longe de todos e de tudo que tinha sonhado, mas viver intensamente seus sonhos era sua meta principal.
Ela reorganizava na memória cada passo dos seus sonhos.
E começava então a sua corrida principal que era modificar no seu cérebro as imagens da realidade, havia chegado a hora de começar a realizar.
A vida lhe dava oportunidade de ir ao encontro dos sonhos. Ela só precisava recuperar em sua memória tudo que havia pensado e idealizado como real. Apesar de não passar de sonhos, ela tinha um destino a seguir.
Porém os seus sonhos estavam distantes de se realizarem. Todas as dificuldades instalavam-se em seu percurso.
Suas idéias iam se modificando no seu cérebro, mas ela não desistia, tinha como alvo transformar as imagens dos seus sonhos em realidade.
Agora distante de sua família, ela respirava solidão. Seus sonhos já não fluíam como antes, mas havia dentro da mulher a criança que sonhava.