quinta-feira, 30 de julho de 2009

Paixão e amor bem perto um do outro

O amor e paixão andam sempre bem perto um do outro, mas com a paixão nos embriagamos nos sentimentos e com o amor nos deleitamos na tranqüilidade.
Todo mundo já viveu entre os dois sentimentos, que às vezes até se confundem, mas na verdade são caminhos diferentes.
Todos aqueles que se entregam aos deleitos dos afetos românticos e encantadores podem se deixar levar pela a paixão. Na verdade a paixão é um fogo que devora e consome o nosso coração, se espalha rapidamente dentro do peito e aquece os nossos delírios que arrebata corpo e mente.
Perdemos nossa identidade, altera corpo e alma ultrapassando todas as barreiras, somos consumidos por esta mistura química que não existem explicação para este sentimento. O que para uns é mágico, para outros é um terremoto devastador.
Já o que acontece com o amor é exatamente ao contrario. Quando acordamos deste momento ai vem à lucidez. E mesmo que exista resistência para se falar de amor, mas é chegado o momento.
O coração começa a brotar um sentimento mais puro, começa a observar, o que antes não enxergava. A janela do coração se abre e gera outra mistura química, uma afinidade e começa sentir que as fronteiras foram rompidas e dai nasce o amor.
E o que foi um grande terremoto agora tem a calmaria, consolidando o amor.
O amor é como as flores que se forem bem cuidada, seu perfume é sentido a distância.
Este mesmo amor é o que dá sentido a todos os outros sentidos da vida.